quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Qual a cor da consciência?


(Repostando)


Hoje, muitos celebram o dia da "consciência" negra e pergunto-me primeiro: Consciência tem cor?
se tem qual é a cor da sua? segundo? Concientizar é possível? alguém conscientiza outro?
Tendo em vista alguns aspectos deste tema, considero que a tentativa destas ações afirmativas tendem a agravar o preconceito (por vezes velado em nossa sociedade).
A realidade nos mostra que o maior dos preconceitos etnicos esta nas pessoas de igual etnia que teem dificuldade de aceitar que um outro semelhante tenha uma posição social superior.
Gosto de pensar num mundo descolorido...
(Talvez utópico) onde estas tolas questões há muito superadas não estejam mas em pauta de nossas discussões. E pensando nisto vei-me á mente a figura de um dos homens mais admiráveis da História: Marthin Luther King.

2 comentários:

Katia Cristina disse...

Querida,

Concordo plenamente que esse tipo de coisa só estimula o preconceito e o ódio, tal qual as cotas em universidades para negros. Isso me parece a coisa mais preconceituosa que existe, pois parte do princípio de que há diferença. - como se não houvesse branco pobre nos colégios públicos.
Enfim, esse é o nosso país, onde minoria é maioria e elege os governantes...
Triste fim!

Maria Betânia disse...

Kat, esta questão das cotas ainda tem implicações em outras áreas, por exemplo: No sistema de mérito que existem em agrupamentos sociais, as pessoas que poderiam se esforçar pra conquistar algo já não o fazem, por considerar que não vale á pena.
Tenho um colega q estava pensando em criar um movimento: "Cota para brancos!"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...