segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Sol de Primavera




Este mês de agosto foi deveras desafiador pra mim, lutando com problemas de toda ordem e numa exaustão física e emocional crescente; toda vez que era confrontada por um amigo ou familiar quando eu iria fazer isso ou aquilo, eu apenas dizia: Deixa encerrar esta semana que logo organizo tudo, e assim passaram-se  duas, três, quatro semanas de agosto...
Derrepente percebi que setembro estava ás portas e passei a responder ás pessoas: "Em setembro, em setembro cuido disso!" Então pensei: "Quando entrar setembro..." e logo vei á minha mente a bela canção de Beto Guedes, Sol de Primavera, onde é relacionado o início de um mês com o de uma nova estação e um novo tempo...
É amigos, setembro chegou e num piscar ele se vai...
Dia após dia, neste carrocel de buscas nossas...
Faça também sua lista (ou a verifique...rs) O que não foi realizado em agosto e prometido pra setembro?

Sol de Primavera

Beto Guedes

Composição: Beto Guedes / Ronaldo Bastos




Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão onde a gente plantou juntos outra vez
Já sonhamos juntos semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz no que falta sonhar
Já choramos muito, muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar uma nova canção que venha nos trazer
Sol de primavera abre as janelas do meu peito
a lição sabemos de cor só nos resta aprender...
.

Sei que você passa pelo Caleidoscópio com um pouco
de pressa, mas páre um pouco e ouça esta canção.
video

domingo, 29 de agosto de 2010

Confiança

Esta imagem sempre me traz uma doçura tal, um não sei que de confiança...
Observem como o gato delicia-se deste afago
e como a mão não esta totalmente repousada sobre ele,
fazendo com que o bichano esforce-se para também sentir a mão...
E desta forma, ambos são afagados...


Lenine, desculpe-me...


Paciência


LenineComposição: Lenine e Dudu Falcão



Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para...
Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...
Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...
O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...
Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?A vida é tão raraTão rara...
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para não...
Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempoPara perder?
E quem quer saber?
A vida é tão raraTão rara...
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida é tão raraA vida é tão rara...
A vida é tão rara...



video

Desacelerar...
Como fazer isso?
Como encontrar um ponto de equilíbrio numa sociedade
que nos imprime ritmo tão atroz?
As demandas são maiores do que nossa capacidade de adaptação.
Esta semana bati meu próprio redord de resolução de pequenas
pendências, contudo, mau eu concluia uns 12 íntens de meu check-lits
diário e lá estavam mais 12 ou 1 novos íntens...
Isso chega mesmo a ser frustante, parece que diariamente você entra numa maratona
que inicia ao amanhecer e vai até o fim da noite e no final o placar acusa:
Você ainda não alcançou o número desejado de metas estabelecidas...
Ai da uma vontade brava de mandar tudo lá...
Você sabe.
Bem, não faço isso, mas ás vezes saio do ar, tal qual uma estação de rádio e tv.
E ninguém consegue me acessar...
Lenine ainda finge ter paciência...
Eu? nem isso mas...

Como posso perdoar?




O pecado danifica as relações entre as pessoas como prejudica nossa relação com nosso Criador. A pessoa contra quem se pecou frequentemente se sente ferida, talvez irada pela injustiça do pecado cometido. O perdão é necessário para a cura espiritual da relação, mas precisamos preparar nossos corações para perdoar. Precisamos aceitar a injustiça do ferimento, a deslealdade do pecado, e ficarmos prontos para perdoar (observe os exemplos de Jesus e Estevão; Lucas 23:34; Atos 7:60).
Mesmo se o pecador se recusar a se arrepender, não podemos continuar a nutrir a raiva, ou ela se tornará em ódio e amargura (veja Efésios 4:26-27,31-32). Ainda que o pecador possa manter sua posição como transgressor por causa de sua recusa a se arrepender, seu pecado não deverá dominar meu estado emocional.

E se o pecador se arrepender? Como posso aprender a perdoar? Jesus contou uma parábola sobre um servo que devia uma quantia enorme (10.000 talentos) ao seu rei (Mateus 18:23-35). Ele era incapaz de pagar a dívida e implorou ao rei por compaixão. O rei perdoou-o por sua enorme dívida, mas este servo prontamente saiu e encontrou um dos seus companheiros servos que devia a ele uma quantia relativamente pequena e exigiu pagamento, agarrando-o pelo pescoço. Ainda que o companheiro de servidão implorasse por compaixão, o credor entregou-o à prisão. Quando o rei foi informado dos atos de seu servo incompassivo, irou-se e reprovou este servo, entregando-o aos torturadores até que ele pagasse totalmente sua dívida. É claro que estamos representados na parábola pelo servo que tinha uma dívida enorme.
Não há comparação entre as ofensas que temos cometido contra Deus e aquelas que têm sido cometidas contra nós. Jesus observou que, justo como no caso do servo não misericordioso, o Pai não nos perdoará por nossas infraçõe se não perdoarmos nossos companheiros (18:35; veja também Mateus 5:7).

Para nos prepararmos para perdoar, precisamos lembrar que nós mesmos somos pecadores e necessitados do perdão divino (Romanos 3:23). No caso do cristão, Deus já lhe perdoou uma imensa dívida no momento do batismo. Quando nos lembramos da grandeza da dívida que Deus quer nos perdoar, certamente podemos perdoar aqueles que nos devem muito menos em comparação (Efésios 4:32; Colossenses 3:13).

­por Allen Dvorak
.
Este estudo esta distribuido em partes pelos blogs co-irmãos, e pode ser apreciado integralmente no site acima linkado. Lembrando aos irmãos que neste mundo nada temos,
não temos posse sobre nada, nem sobre nós mesmos, tudo o que temos foi concedido por Deus
e pode ser por ele retirado, nem mesmo nossa vida nos pertence, somos apenas mordomos e como tal prestaremos conta de tudo aquilo que nos foi confiado e pouco cuidado.
Que Deus tenha misericórdia de nós.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

BLOGAMIGOS



Queridos, a maioria sabe que sou apaixonada por internet, especialmente por comunidades e blogs, pensando nisso, resolvi criar um espaço agradável onde possamos nos integrar e de forma aconchegante, por esta razão foi criado inicialmente o selo BLOGAMIGOS e a comunidade de igual nome.

O objetivo desta iniciativa é promover a integração de blogueiros que são amigos e desta integração quem sabe buscar parcerias e partilhar conhecimento, amo todos os meus amigos,

especialmente os blogueiros por que compartilham comigo de uma mesma paixão: Escrever.

Seria fácil entrar em uma rede social e lá buscar parcerias, contudo creio que num local aconchegante isso pode ser feito de forma descontraida e em clima de partilha e segurança.



Os critérios para participar do programa BLOGAMIGOS são:


1. Ter um blog com conteúdo de qualidade.


2. Ser amigo de um blogamigo que possa indica-lo.

.

3. Colocar o selo BLOGAMIGO em seu blog.


4. Aderir á comunidade blogamigo.


5. Selecionar entre nossos amigos aqueles para apoiar.


6. Listar em sua lista de blogs alguns deles.


7. Levar alguns banners destes amigos.


8. Seguir aquele com quem tem afinidade temática.


9. Comentar nos blogs dos amigos.



10. Trazer um amigo para nosso círculo.



Pouca coisa não é?

Então, em breve os iniciantes deste movimento entrarão em contato

com você e saberá de mais detalhes. Aguarde.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Dadadada...


Você acaso pensou que estou a aprender um novo idioma?
Ou então que estou tendo uma linguagem tatibitati?
Ou mesmo que tive um surto lingúístico e regredi?
Não, amigos.
Este dadadada, é possívelmente uma outra forma de linguagem.
Sim, pois que isto foi postado em meu mural de recados no dia
18/08/2010, verifiquem ai...
A princípio pensei em apagar, porém, como deixar passar tamanha
riqueza vocabular?
Meu traffic apontou um visistante de Portugal, precisamente da região do
Madeira, bem, juntando as peças, eu até posso arriscar quem seja esta criatura.
Pois ela transita no blog de um amigo que viveu bastante tempo em Portugal.
Como havia comentado recentemente no blog dele, suponho que esta "poliglota"
tenha vindo via comentário.
Pois bem, a algum tempo atrás fiz parte de uma comunidade onde havia a pessoa
mais estúpida do mundo virtual, ela era portuguesa...
A criatura tinha um prazer mórbido em falar mal do Brasil.
Meu orientador na universidade teve a feliz ou seria infeliz, idéia de fazer seu doutorado
na terrinha, mas tenho eu a impressão de sabedoria e sensatez não é uma característica de
Portugal...rs (Que me desculpem os portugueses), posto que não desejo ser acusada de xenófoba,
(Cruzes! até o nome é feio!)rs
Espero sinceramente um dia ir á Portugal, espero também não ser vítima do preconceito de muitas portugueses para com brasileiros.
Pois francamente: Uma pessoa entrar em seu blog, perder seu tempo e deixar um recado desses
é de uma infelicidade enorme.

P.S: Os indicativos de que tenha sido uma pessoa deste pais são significativos.
Mas como existem em idiotas em todos os lugares, pode ter sido um brasileiro.


asdadd em 18/08/2010
dadadadadadadadsada


Resp a este código linguístico: cacacacaca....(Risada ou merda) heeheh

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Apenas uma fotinha...




Para o amigo Alexander Cavalcante...

É verdade, a maioria de nós aqui nada mais é que uma fotinha á direita de nossa tela...

Mas, tu querido amigo era muito mais que isto, e tu sabias disso! Foram bons anos de conversas

e altos papos sempre inteligentes e vc sabia tão bem se dividir entre amigos, famílias e trabalho.

Gostava demais das raríssimas vezes em que burlava tua agenda sempre lotada e vinha ao msn...

Nunca esqueci o texto de Aristóteles, nunca esqueci o imenso apoio que me destes como amigo e profissional, nunca esqueci, tua frase preferida que de tão repetida virou clichê: As palavras tem poder.

E vc, amigo, vc naquela noite não me enviou o texto, eu ainda espero.

Fiz muitos amigos ao longo destes anos, alguns se foram, deixei-os ir, outros não se fizeram marcar o suficiente para aqui permanecer, outros virao, recentemente fiz novos amigos, reais e virtuais...

Mas saiba, que tua perda foi enorme, não sei se vc lerá isso um dia, ou alguns de nossos amigos, perdemos contato, sempre achavamos que podiamos esperar, esperamos meu casamento, esperamos teu noivado, esperamos tua formatura... esperamos...

Hoje eu posso dizer que também podemos dizer a um amigo: Eu te amo.

Sem nenhum temor de críticas.

Vou continuar orando por sua vida para que você permancer o grandioso homem que és.

As pessoas costumam duvidar de que haja mesmo amizade entre home e mulher, mas sou a prova disso, tenho uma boa lista de amigos homens, você era um desse grandes amigos.

Foi com muita tristeza que sento falta daquela fotinha daquele rapaz de terno, aparentemente tão sério,

mas tão bem humorado e leal aos amigos, agora são: 2:45 da manhã e não me envergonho de dizer que estou chorando, pq durante uns 6 anos esperamos pra nos conhecermos, sempre adiando, sempre adiando, e tudo isto apenas me fez lembrar do filme lindo que assisti e lembra um pouco tudo isso.

NUNCA, TE VI, SEMPRE TE AMEI...

P.S: Este texto foi postado em meu perfil pessoal de orkut ás 2:45 da manhã do dia 10/08/2010.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...